Dicas da Mi, Monalisa de Batom
27/04/2017
0 Comentários

Transformando minha vida com o Coaching

Prepara que vem “post cabeça” por aqui meninas (hehehe), brincadeiras a parte, como vocês fazem parte da minha vida há 6 aninhos não poderia deixar de dividir sobre como acabei transformando minha vida com o Coaching.

Embora eu tenha sido meio reticente no começo – pois é – bastou eu sentar na sala da Cintia pra perceber que dali em diante muita coisa na minha vida mudaria (graças a Deus!).

Ok, muitas devem estar se perguntando “mas o que exatamente faz um coaching?”não é? Essa resposta eu deixo vocês encontrarem nesse vídeo super especial, mas posso contar aqui o motivo de eu a ter procurado.

Trabalhar com o que se ama, com quem se ama, ter o seus próprios horários, ser o seu próprio patrão, ganhar a vida “provando e fotografando roupas”, escrevendo sobre o que se gosta, viajando, parece um sonho não é? E é, um sonho pelo qual batalhei minha vida toda e conquistei!

Mas mesmo assim, não signifique que tudo são flores, que as pessoas te amam, que seu trabalho é entendido por todos, que você não fica horas estudando, que você não procura se reciclar, que você não vai até tarde escrevendo e editando, que você não acorda na TPM, que você não tem dias ruins, que não há dias que você se pergunta “estou fazendo o certo?”, enfim…

Como todo trabalho há dias bons e sim…dias ruins. E estar numa profissão tão nova quanto essa – yep meus queridos, blogueira é sim uma profissão – gera dúvidas, incertezas, medos como todo e qualquer trabalho.

Em um campo onde todo mundo pode ser alguém é normal nos depararmos com pessoas com mais de 1 milhão de seguidores e outros com 1mil e ficar se perguntando: como chegar a esse super M? E é aí, nesse caminho que nos perdemos, e eu senti que nessa foi nessa pressão (minha e num geral mesmo) que eu me perdi.

Quando dei por mim, estava desejando coisas que nunca foram importantes pra mim, deixando de lado a Mi/Monalisa que num primeiro momento conquistou vocês. E gente, vocês não tem ideia do quanto isso me tirou o chão.

Se você é “de casa” deve ter percebido isso ao longo de 2016 não é?

Pois é, precisei de um ano inteiro pra finalmente conseguir enxergar que tinha algo errado, que aquelas trocentas fotos no instagram não estavam dizendo absolutamente nada sobre mim, que os posts deixaram de contar a “minha versão da história”, e que eu não poderia deixar mais isso acontecer.

E foi aí que a Cintia entrou na minha vida… (Pausa para um suspiro emocionado ehehehe).

Sei que muitos devem estar pensando “Nossa, mas isso não é razão pra ficar mal e blá blá blá”, e realmente talvez não era, mas a verdade meus queridos, é que não podemos controlar o que sentimos não é? Não negue: por mais que digamos que sim, sabemos muitas vezes que não.

E querem saber? Desde que sentei naquele sofazinho tive uma percepção tão incrível da Michele como Mi e como Monalisa que não poderia estar mais feliz. Meu trabalho hoje vai muito bem, obrigada!

Meus sonhos cada vez mais se realizando, e eu cada vez mais encontrando meu lugarzinho nesse mundão de arrobas e ponto com.

Não estou aqui pra dizer “gente, vai lá e faz o coaching com a Cintia (apesar de poder garantir que é ótimo eheheh), mas pra falar que sim é normal não se sentir feliz com algo mesmo esse algo parecendo ser o máximo. E mais ainda, é normal você querer mudar, melhorar, evoluir. Anormal seria você não querer o melhor pra si mesmo, concordam?

Então agora vai, aperta o play!

Ela não é maravilhosa gente? Ainda não terminei meu processo – como vocês viram no vídeo – mas é notório o quanto me dediquei a mudar, a fazer o melhor por mim.

E eu desejo do fundo do meu coração que você aí do outro lado da telinha esteja sempre conquistando o melhor pra você. Um beijo gigante!!!

 

TV Monalisa // Inscreva-se!
Instagram // @micamacho