Escolha uma opção de navegação: Blog / Site
Dicas da Mi, Fashion, Monalisa de Batom, Viagens
07/05/2018
0 Comentários

Estereótipos, bravata e punk dos bons com o Turbonegro!

Você, leitor e leitora frequente dessas linhas, já deve ter ficado espantada com o fato de que iremos esse ano ao Hellfest e, como de costume, faremos uma cobertura especialíssima de um dos maiores festivais de verão aqui da Europa. Como forma de deixarmos vocês mais familiarizados com esse evento, resolvemos montar uma série de posts falando um pouco sobre sua história, nossas expectativas e, claro, sobre as bandas que mais esperamos ver por lá! E pra dar um start nesse negócio, falaremos um pouco hoje sobre uma banda nem tão grande assim, mas que faz um estardalhaço dos bons por onde passa: o Turbonegro!

A banda foi fundada na Noruega em 1989 e entre idas e vindas, está junta até hoje. Também passou por sua parcela de trocas de integrantes e hiatos, mas sua visão, esta nunca titubeou nem um centímetro sequer.

A proposta de misturar punk, garage, noise e metal a letras bem danadinhas e um visual bem único sempre fez parte da banda e sempre fará, arrisco dizer!

Estereótipos, bravata e punk dos bons com o Turbonegro!

Então, eles sempre buscaram explorar essa coisa estereotípica em seu visual, como vocês podem muito bem ver…

Aliás, esse babyface segurando o cajado era o vocalista original, que acabou dando lugar para esse outro baby aqui embaixo (o da tatuagem de tigre)!

Estereótipos, bravata e punk dos bons com o Turbonegro!

É essa a formação que veremos e que acabou de lançar um album novo.

Aliás, pelo que o Jean me disse, esse disco pende mais para o lado glam do roquenrou do que para o punk/hardcore de antes (isso deveria me deixar mais feliz?). Muito teclado, pó de arroz e água benta pra espantar os maus fluídos.

Estereótipos, bravata e punk dos bons com o Turbonegro!

Aliás, Jean prometeu visual casadinho com o do vocalista ali em cima viu?

P.S – amei esse shorts!

P.S 2 – estou tendo um pouco de dificuldades para montar uma escalação de “bandas para se ver no Hellfest 2018” e gostaria MUITO que vocês me ajudasse a escolhe-las. Vocês já sabem, minha experiência com sons mais pesados sempre foi um tanto traumática (apesar de ter amado ver o Avenged Sevenfold e os verei novamente!) e o Jean não me ajuda muito, pois esse é o som dele sabe? Assim, se vocês, linda leitoras e fãs de heavy metal, puderem me ajudar, ficaria muito agradecida viu? Gratidão pra vida!

Zadig & Voltaire (FR)
TV Monalisa // Inscreva-se!
Instagram // @micamacho