Dicas da Mi, Viagens
17/02/2017
1 Comentário

Stay classy San Diego…

Stay classy San Diego….

Sinceramente, Ron Burgundy não poderia ser mais redundante com essa frase; afinal, San Diego não só não precisa ser lembrada para ser “classy”, como também quem lá vai se sente dessa mesma forma.

Bom, o que acharam do post de Las Vegas?

Ficaram com vontade de ir para lá?

Confesso que ao escrevê-lo, fiquei com uma saudadezinha de lá viu? Tem como não?

Mas, de agora em diante, se preparem para o que, na minha sincera e humilde opinião, é o início do ápice dessa série de posts sobre nossa última viagem.

E hoje falarei (como já deu pra notar né?) sobre a lindíssima San Diego!

Stay classy San Diego

Porém, antes de entregar o prato principal, vamos às entradas…

Sim, porque uma viagem sem percalços, contratempos e idas e vindas não é uma viagem de verdade!

Vamos do começo…

Ainda em Las Vegas, reservamos o hotel de San Diego e resolvemos alugar um carro; assim poderíamos ir de LV para Los Angeles, passando por San Diego e, antes de chegar ao nosso destino final, conheceríamos as über famosas praias de Laguna Beach, Huntington Beach e afins; todas fazendo parte de OC (alguém aí viu a série? ou AMA a série como eu? Se não, super aconselho fazer uma maratona pelo Netflix!!! Vale super a pena!!!!)

Bom, pegamos o carro e, guess what?!, chuva!

Sim gente, chuva no deserto (pra quem não sabe, Las Vegas fica no meio de um deserto…).

Mas não era “só” uma chuva, era uma tempestade, atípica para a região (affffffff). Além disso, num domingo, com todo mundo voltando de Las Vegas para seus respectivos mundos reais e numa rodovia que, em seus pontos mais altos, via essa mesma tempestade se tornar uma nevasca. Assim, nos vimos em meio à seguinte equação:

Td (tráfego de domingo) x (T (tempestade atípica) +  N (nevasca)) / 2P (2 pessoas um tanto assustadas)

Gente, parece brincadeira, mas deu medinho viu?

Primeira percalço: em meio a dita rodovia, um engarrafamento gigantesco (acidentes); assim, o GPS nos coloca em uma rota alternativa que corta no meio da reserva indígena Mojave.

Já viram aquele filme “Estrada Maldita”? Se não, assistam e tenham uma leve ideia do local por onde passamos…

Fora o isolamento, o telefone sem área, a falta de qualquer referência de civilização, o Jean me disse que havia avisos na pista para os motoristas tomarem cuidado com “flash floods”, ou, no bom português, enchentes relâmpago….

WHAT?!!??!?!?!?!

Mas como diz o ditado, depois disso tudo, chegou a bonança!

O tempo melhorou (até um sol saiu!) e conseguimos assim curtir as paisagens do deserto californiano (lindas, por sinal!)

Nossa ideia era a de parar num outlet em Palm Springs e depois ir para San Diego.

E quem disse que a tempestade havia acabado de vez?

Quando finalmente saímos do deserto e entramos em Palm Springs começou a cair um dilúvio de proporções épicas, bíblicas, divinas, pantagruélicas (coloque aqui o adjetivo de sua escolha).

Gente, até um corredor de ventos extremos atravessamos, vocês acreditam?!

WTF California?!

Resumindo: não conseguimos ir ao outlet, pois chovia uma manada inteira de elefantes…

A essa alturas o humor do Jean estava….sinceramente, não sei nem que tipo de palavra poderia usar para descrever o humor dele…acho que não inventaram ainda…

Enfim, o final dessa road trip foi intenso, mas chegamos finalmente em San Diego!

Nosso hotel era super bem localizado, o que ajudou muito (mesmo estando de carro por lá).

Primeiro ato do dia: comprar um chip local para meu celular e fazer um reconhecimento pelo local.

Ainda estava chovendo, mas a previsão para esse dia (e os próximos), era de que o tempo só iria melhorar; tanto em San Diego quanto em Los Angeles!

Finalmente né?

Bom, pra quem ainda não conhece San Diego, os locais mais famosos, turisticamente falando, são o Sea World e o Zoo.

Não fomos em nenhum! HAHahaAAHHAHAHAHAHAHAHA

Demos uma volta pelo Balboa Park, que vale muito a pena ir (é considerado tipo o Central Park da California), mas não nos preocupamos muito com os museus/exposições/afins do parque viu?

Stay classy San Diego Stay classy San Diego Stay classy San Diego IMG_0302 IMG_0309 IMG_0311 IMG_0315 IMG_0347 IMG_0350 IMG_0353

O que gostamos de fazer, mesmo, é vivenciar a cidade como um local; e isso sempre nos trás surpresas agradabilíssimas!

Hillcrest – esse é o local da comunidade gay da cidade. Então se preparem para muitos barzinhos maravilhosos, muita montação e muitos brechós incríveis! (Dois deles inclusive saí com aquelas peças lindas que postei no look do dia).

Stay classy San Diego

La Jolla – é uma praia lindíssima, must see mesmo, que vale só por uma voltinha que seja!

Stay classy San Diego san-diego-la-jolla-village.jpg.rend.tccom.1280.960

Pacific Beach – outra praia maravilhosa! Pegamos o início do entardecer por lá e vocês vão ver nas fotos que coisa mais linda. Sério gente, o céu da Califa é uma coisa diferenciada, nunca viu um céu tão lindo.

IMG_0155Stay classy San Diego

E toda a beleza do sol se pondo….

Stay classy San Diego Stay classy San Diego Stay classy San Diego IMG_0154 Coronado Island – uma ilha/comunidade próxima à cidade em si de San Diego com praias maravilhosas, mas que tem um porém: a gente fica com muita raiva de ir embora! Que lugar lindo gente!

Stay classy San Diego IMG_0244 Stay classy San Diego

Gaslamp District – localidade super charmosa e histórica; reúne vários bares, baladas e logo mais sediará o Mardi Gras da cidade (inveja comendo solta de quem pode ir viu?).

15910614c044dc3701b900c5f3753f00

Abaixo fotografei o boy com a B-Side Players, banda local mesmo (e que arrasa!) que tocou em uma baladinha que fomos.

Stay classy San Diego IMG_0249

Além disso tudo, a cidade é forrada de pessoas super simpáticas, atenciosas e muito queridas! Amei esse clima viu SD?

Aliás, sabe aquela cidade que deixa um gostinho de “quero mais”?

 

Mas….mas sabia eu o que encontraria em Los Angeles…

Só que isso fica para o próximo e último post viu?

E vocês, me digam: curtiram San Diego?

TV Monalisa // Inscreva-se!
Instagram // @micamacho